EN PT

7ª sessão do Seminário Permanente em Cinema e Filosofia

23 de Julho de 2019

A sétima sessão do Seminário Permanente em Cinema e Filosofia do CineLab, Instituto de Filosofia da Nova (IFILNOVA), Virtudes e Vícios no Cinema, terá lugar no próximo dia 23 de julho, terça-feira (18h-20h), na sala TA 02 Torre A - piso 0.

Nesta sessão, André Silva Santos (FCSH-Universidade Nova de Lisboa) apresenta Moses und Aron (Straub-Huillet, 1975) e a tentação idólatra do cinema

Resumo: A partir do filme de Jean-Marie Straub e Danièle Huillet, transposto da ópera homónima de Arnold Schoenberg, procura-se analisar um modo de interpelação referente ao milenar problema da idolatria – vício supremo aos olhos da personagem de Moisés – que adquire neste contexto, através de Aarão, a célebre configuração do bezerro de ouro. O propósito deste estudo não passa tanto por reavivar as discussões em torno da iconoclastia e da iconofilia nas artes mas por pôr em evidência a duplicidade cinematográfica que habita o filme: se o cinema existe ontologicamente enquanto imagem que é uma “impressão da natureza” (e, por isso, uma imagem de uma imagem), importa examinar o método que Straub e Huillet instituem como abordagem moiseística ao acto de filmar, isto é, a concepção de um cinema que recuse a tentação estética araónica do bezerro de ouro – aquilo a que o par de cineastas recorrentemente refere como a imagem “justa” (portanto, neste sentido específico, uma imagem “virtuosa”). Assim, este estudo não se debruça sobre a representação de vícios e virtudes no filme mas sobre um modo de filmar vicioso ou virtuoso enquanto tal no que concerne a própria ideia de uma idolatria cinematográfica.

André Silva Santos nasceu em São João da Madeira, 1990. É licenciado em Ciências da Comunicação, na área de Cinema, pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Completou o curso de Realização na Restart - Instituto de Criatividade Artes e Novas Tecnologias, estagiou no Arquivo Nacional de Imagens em Movimento (Cinemateca Portuguesa) e concluiu uma pós-graduação em Dramaturgia e Realização na Escola Superior de Teatro e Cinema. É mestrando em Estética e Estudos Artísticos na vertente de Cinema e Fotografia, na FCSH-UNL, e assistente de investigação no projecto Blackbox - Arts & Cognition, do Instituto de Comunicação da Nova. Em cinema trabalha sobretudo como assistente de realização e anotador mas desempenhou já funções em montagem, produção, arquivo e casting em produtoras como O Som e a Fúria, Terratreme, Rosa Filmes, RTP ou Videolotion, e em filmes de Miguel Gomes, Susana Nobre, João Rosas, Michael Moore, Miguel Seabra, Karen Akerman, Miguel Clara Vasconcelos, entre muitos outros.

Voltar para a página anterior


Instituições

IFILNOVA
FCSH
UNL
FCT